domingo, 20 de abril de 2008

Abertura, Vlocidade e ISO

Abertura do Diafragma (aperture)
O diafragma controla a abertura por onde passa a luz que entra na câmera para produzir a imagem. Quanto maior a abertura, mais luz entra, e vice-versa. Daí denominar-se "lentes luminosas" as dotadas de grandes aberturas. Em ambientes pouco iluminados, evita-se fotos escuras ao aplicar as maiores aberturas, que é para entrar através da lente o máximo possível da pouca luz disponível.
Caso você pretenda se dedicar a fotos de interiores onde nem sempre há luz abundante, uma dica é buscar câmeras equipadas com lentes mais luminosas. Não que esse fator por si só determine a capacidade da câmera capturar a luz, mas é um significativo passo nessa direção. A desvantagem de se aplicar grandes aberturas é que, quanto maior ela for, menor a “profundidade de campo”, o que significa que a árvore atrás da pessoa que você fotografa e também objetos que estejam na frente dela poderão sair desfocados: só ela estará nítida. Em compensação, se você fotografa com bastante luz ambiente ou usando o flash, poderá fechar um pouco o diafragma aplicando aberturas menores que beneficiam a “profundidade de campo”: a árvore ao fundo e todos os objetos à frente da pessoa fotografada terão grandes chances de sair tão nítidos quanto ela.As aberturas são indicadas pelos números “f”. Veja sua escala, da maior à menor: f/1, f/1.4, f/1.8, f/2, f/2.4 f/2.8, f/4, f/5.6, f/8, f/11, f/16, f/22, f/32, f/45 e f/64.
Algumas pessoas encontram dificuldade para entender, por exemplo, como a abertura f/1 é maior que a abertura f/64 se o número "1" é muito menor que o "64". Basta notar que se tratam de frações, onde f/1 é “f” dividido por 1, o que resulta no “f” inteiro, que é muito maior que o mesmo “f” dividido em 64 partes. Assim, a abertura f/1 é a maior de todas e, na escala acima, f/64 é a menor, por onde menos luz irá passar.
Prevenimos que as aberturas mais encontradas vão de f/2.8 a f/22.
Velocidade do Obturador (shutter)

A velocidade do obturador refere-se ao tempo em que a câmera mantém o diafragma aberto para a luz da cena penetrar através da lente e produzir a fotografia. É indicada em segundos, como 1s, 2s, 30s, etc.Velocidades mais rápidas são dadas em frações de segundos: 1/2s, 1/4s, 1/8s, 1/15s, 1/30s, 1/60s, 1/125s, 1/250s, 1/500s, 1/1000s, 1/2000s... As câmeras modernas passam de 1/4000s, 1/8000s.

Em situações de pouca luz, na tentativa de evitar fotos escuras, devemos aplicar velocidades baixas que é para o diagrama ficar aberto por mais tempo e a fraca luz ambiente agir mais prolongadamente sobre o sensor. O inconveniente é que este procedimento aumenta o risco de foto tremida ou borrada, na medida que aumenta o tempo em que câmera e assunto deverão permanecer imóveis. Por isso, ao fotografar em baixas velocidades, recomenda-se focar assuntos capazes de se manter imóveis, além do uso da câmera sobre tripé.
Ao contrário, as altas velocidades são indicadas para assuntos em movimento: com seu obturador a uma velocidade de 1/2000s você será capaz de “congelar” um carro da Fórmula 1 em plena corrida, o que significa que ele estará completamente nítido na sua foto, como se estivesse imóvel.

O Fator ISO

O número ISO (sigla de International Standards Organization) determina a sensibilidade do sensor da câmera em capturar a luz. Quanto mais alto o número ou fator, maiores as possibilidades de fotografar cenas pouco iluminadas e maiores as chances de evitar imagens tremidas ou borradas nestas condições, especialmente se o objeto estiver em movimento e você desativar o flash para retratar a luz natural. Isso porque ao elevar a sensibilidade a imagem será capturada mais rapidamente, o que reduz o tempo em que câmera e assunto deverão permanecer imóveis e, consequentemente, aumentam-se as chances de imagens nítidas. Daí chamarmos de "lentes rápidas" as que ostentam altos fatores, e de "lentas" as limitadas a números modestos.
Em câmeras digitais da faixa econômica a escala ISO costuma ir até o fator 400, chegando ao 800 nas intermediárias e atingindo 1.600 ou 3.200 nas top de linha. O problema é que, assim como acontecia quando nos referíamos a esse recurso como a "velocidade ASA" dos filmes de celulose, quanto maior seu número, maior a tendência de produzir superfícies granuladas(noise) nas imagens. Isso nos obriga a quando o objetivo for obter imagens límpidas, fotografar em ambientes adequadamente iluminados e reduzir ao máximo o fator ISO.




10 comentários:

Otacílio Rodrigues disse...

Oi Talita! Obrigado pela visita ao Blog da Foto e parabéns pelo seu blog, que está muito bom. Quanto à exibição das fotos na lateral, o primeiro passo é se cadastrar no Flickr.

Depois de subir algumas fotos, você vai até a Ajuda da página inicial do Flickr (lá em baixo, no rodapé), clica em Ferramentas e, no lado direito da página que abrir, escolha a quarta opção, que é: "Exibir fotos ou vídeos do Flickr no seu site".

Depois,é só seguir as instruções para obter o código que deverá ser adicionado na barra lateral do seu blog (pode ser abaixo do Perfil).

Se você tiver algum problema, é só falar. Meu e-mail é: orofoto@gmail.com

A página com as Ferramentas do Flickr é esta.

Valeu?

Serena disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Serena disse...

Oi Talita, seu conhecimento sobre fotografia está me ajudando muito. Você poderia colocar algumas imagens de fotos diferenciando Iso alto de Iso baixo, fotos com diafragma aberto, desfocando imagens, etc.Muito obrigada.

Anônimo disse...

Muito legal...adorei..obrigado

marco.hisatomi disse...

Olá! gostei muito desta postagem... parabéns!

Anônimo disse...

Parabéns muito bom e muito bem explicativo continue assim que irá longe, e a proposito se for você na foto, você é muito bonita. Um abraço.

Rodrigo Braytiner disse...

Parabéns continue postando coisas novas, seus conhecimentos estão me ajudando bastante. valeu

Kaah Thirteen disse...

Nossa, post EXCELENTE!
Meu objetivo é fotografar shows e isso esclareceu todas as minhas duvidas de que câmera é mais adequada e quais valores devo aplicar na hora!

Muito brigada!

Heloisa disse...

Muito bem explicado! O texto explica de forma simples e objetiva!

Vitorino Pereira Batista disse...

Ótima ajuda. Bem explicativa. Grato.